Biblioteca breve sobre racismo

amilcar-cabral,racismo,culturaipsilon,livros,brasil,africa,
Foto
Nelson Garrido

O exercício de construir uma biblioteca sobre o racismo com obras publicadas em Portugal é limitado à partida pela escassez de títulos e de autores fundamentais para ajudar a formular um pensamento suficientemente abrangente sobre o tema. Nomes como James Baldwin ou Maya Angelou, por exemplo, surgiram apenas nos últimos anos e do primeiro não há uma tradução de The Fire Next Time, o seu livro de ensaios considerado mais influente nesta área. Do Brasil, também há graves lacunas. As obras de Conceição Evaristo ou Lima Barreto, dois escritores de tempos diferentes, continuam indisponíveis em edições portuguesas. Ainda assim é possível fazer uma lista de obras essenciais para ilustrar a diversidade da literatura sobre o racismo. Numa altura em que o tema ganhou nova urgência internacional, deixamos alguns títulos para ajudar à discussão.