BE propõe que advogados e solicitadores tenham apoios sociais alternativos à CPAS

O Bloco de Esquerda reuniu mais de mil queixas de advogados e solicitadores e defende que estes profissionais devem ser integrados no conjunto de trabalhadores independentes abrangidos pelos apoios sociais em resposta à covid-19.

ordem-advogados,advogados,seguranca-social,ministerio-justica,politica,justica,
Foto
Advogados e solicitadores estão insatisfeitos com CPAS RG RUI GAUDENCIO - PòBLICO

Durante uma semana, o Bloco de Esquerda (BE) recebeu denúncias sobre casos de precariedade e desprotecção social que afectam advogados e solicitadores. A recolha das queixas foi feita através de uma plataforma, que esteve disponível de 24 a 30 de Abril, e as 1122 denúncias servirão agora como ponto de partida para uma “robusta resposta política”. Ao PÚBLICO, o deputado bloquista José Manuel Pureza explica que foram encontradas duas respostas prioritárias: uma mais imediata, através da atribuição dos mesmos direitos e apoios sociais previstos para os trabalhadores independentes que descontem para a Segurança Social; e uma resposta “de fundo”, que passa pela integração da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores (CPAS) na Segurança Social, “um problema estrutural que se arrasta há vários anos”.