Ryanair assegura ligação Porto-Londres a partir de 22 de Maio

Voo será diário e junta-se à ligação de Lisboa-Londres e Lisboa-Dublin que a transportadora área irlandesa de baixo custo já opera.

,Aer Lingus
Foto
Transportadora diz esperar que os voos regulares regressem em Julho. Reuters/JASON CAIRNDUFF

A partir do próximo dia 22 de Maio, a Ryanair vai retomar as ligações entre o Porto e Londres (aeroporto de Stansted), com um voo diário. Neste momento, a transportadora aérea está com uma programação reduzida de voos (diários ou semanais), com apenas 15 ligações de/para o Reino Unido (já com o Porto incluído) e outros 13 de/para a Irlanda. No caso de Portugal, a empresa está também a operar as rotas Lisboa-Londres e Lisboa-Dublin.

“Como a maioria dos países da UE impôs proibições de voo ou outras restrições, mais de 99% dos aviões da Ryanair ficarão em terra durante as próximas semanas”, diz a transportadora, em comunicado, acrescentando que está a trabalhar com os governos da UE “para tentar manter abertas algumas ligações aéreas mínimas por razões de emergência”, apesar da ocupação de passageiros “ser muito baixa”.

A empresa destaca que todos os aviões são desinfectados diariamente, sem mencionar o uso de máscara (Bruxelas ainda não se pronunciou oficialmente sobre as normas a adoptar pelo sector) e diz esperar que os voos regulares regressem em Julho.

Actualmente, o aeroporto do Porto está com um número residual de operações, com o site da gestora de aeroportos, a ANA,  a dar conta de apenas dois voos no dia de hoje: um para Zurique, da  Swiss International, e outro para Viena, da Laudamotion, mas que foi cancelado.

No dia 18, a TAP vai retomar as ligações entre o Porto e Lisboa, com os voos a realizarem-se três vezes por semana. A estratégia da transportadora aérea, pelo menos para o período até ao final de Maio, engloba também as ligações regulares para o Brasil, um dos seus principais mercados, além de Paris e Londres (sempre via Lisboa). De acordo com as informações da empresa, a rota Lisboa-São Paulo terá dois voos por semana após dia 18, e haverá ainda um voo semanal entre a capital portuguesa e o Rio de Janeiro.

Na passada quarta-feira, de acordo com os dados mais recentes do Gabinete de Estratégia e de Estudos do Ministério da Economia, realizaram-se 11 partidas em Portugal, quando a média antes do surto da covid-19 e impactos no tráfego aéreo era de 170.

Sugerir correcção