Dois simuladores para calcular salários (e encargos) em layoff simplificado

O Instituto da Segurança Social disponibilizou online duas calculadoras para quem viu o seu contrato suspenso ou horário de trabalho reduzido. Simuladores mostram encargos e retribuições a esperar, com base no salário “normal”.

Foto
LUSA/SUSANNE HASSLER-SMITH

É possível fazer simulações de salários em layoff simplificado no site da Segurança Social. Lá, estão disponíveis duas novas ferramentas de simulação para calcular o valor dos encargos e da retribuição em caso de suspensão de contratos ou redução de horário de trabalho.

Assim, trabalhadores e empregadores podem calcular o valor da retribuição e dos encargos com salários, depois de as novas regras de facilitação de layoffs entrarem em acção, para ajudar as empresas durante a pandemia de covid-19.

Os trabalhadores em layoff recebem dois terços da remuneração, em que 70% são pagos pela Segurança Social e 30% pela empresa. Por exemplo, um trabalhador com uma retribuição bruta de mil euros e que agora veja o seu contrato suspenso recebe 666,67, mas o empregador paga apenas 200 euros. O apoio da segurança social cobre os restantes 466,67 euros. 

No caso de uma redução para metade dos encargos laborais, o empregador paga os 500 euros (50%), mais 50 euros de compensação pela redução de horário. Como a retribuição mínima devida ao trabalhador é de 666,67 euros (dois terços), o apoio da segurança social é assim de 116,67 euros. 

“Ao abrigo do regime simplificado de acesso ao layoff, os empregadores poderão ter um apoio da Segurança Social relativamente aos trabalhadores ao seu serviço, durante o período das medidas de contenção”, lembra o Instituto da Segurança Social.

Sugerir correcção