Coronavírus: Calzedonia, Yves Saint Laurent e Balenciaga juntam-se ao combate

As fábricas do grupo italiano estão a produzir cerca de dez mil máscaras e batas por dia.

Foto
As fábricas da Yves Saint Laurent e da Balenciaga em França também se encontram a produzir máscaras Khawaja Saud Masud/Unsplash

O grupo italiano Calzedonia colocou à disposição as suas fábricas para a produção de dez mil máscaras e batas por dia para apoiar as instituições de saúde no combate ao novo coronavírus. Já foram entregues máscaras no hospital de Verona, cidade onde se encontra a sede do grupo detentor das marcas Calzedonia, Intimissimi, Tezenis, Intimissimi Uomo e Falconeri.

As fábricas de Avio e Gissi, no norte de Itália e também as da Croácia, normalmente habituadas a produzir roupas e lingerie, foram adaptadas para a produção de máscaras e batas.

Para produzir o material de protecção individual foi adquirida maquinaria específica para uma linha de produção semiautomática e dada formação às costureiras do grupo. Numa fase inicial, a Calzedonia espera doar cerca de dez mil máscaras e batas por dia aos hospitais italianos.

O grupo Calzedonia foi dos primeiros a encerrar as lojas em Itália e depois nos restantes países, onde a marca está presente, como forma de protecção para colaboradores e clientes.

Yves Saint Laurent e Balenciaga ajudam em França

As marcas de luxo francesas Yves Saint Laurent e a Balenciaga estão também a fabricar máscaras de protecção, como forma de apoio ao combate do novo coronavírus em França.

Além das máscaras em processo de fabricação, o grupo Kearing, detentor de ambas as maisons, fará chegar às autoridades de saúde francesas, durante os próximos dias, três milhões de máscaras importadas da China.

O grupo de luxo já tinha feito doações a fundações hospitalares nas regiões da Lombardia, Veneto, Toscana e Lazio, em Itália. Domingo passado, 22 de Março, a Kearing anunciou que irá também contribuir para o instituto de investigação francês Pasteur.

As acções dos grandes grupos em apoio ao combate à covid-19 têm vindo a multiplicar-se. Em Itália, a Edizione, grupo que detém a marca de moda Benetton, disponibilizou três milhões de euros “para apoiar projectos urgentes e as necessidades de quatro hospitais” italianos. Já em França, a LVMH começou a produzir e a distribuir gratuitamente álcool em gel. O grupo H&M está também a produzir equipamento de protecção individual para distribuir gratuitamente por hospitais de todo o mundo. Em Espanha, a marca de roupa Mango vai doar dois milhões de máscaras aos hospitais de Espanha para ajudar no combate à pandemia de covid-19.

Sugerir correcção