Coronavírus: H&M produz gratuitamente equipamentos de protecção individual

A marca doou ainda 500 mil dólares para o fundo solidário da Organização Mundial da Saúde e das Nações Unidas para combater e investigar a pandemia.

,Doença de coronavírus 2019
Foto
As luvas, máscaras, óculos e batas serão distribuídos pelos hospitais de todo o mundo Unsplash/ Branimir Balogovic

O grupo H&M está a produzir equipamento de protecção individual para distribuir gratuitamente por hospitais de todo o mundo. A iniciativa procura ajudar a combater a pandemia de covid-19. A marca doou ainda 500 mil dólares para o COVID-19 Solidarity Response Fund.

A cadeia de fornecedores do grupo de fast-fashion está a produzir equipamento de protecção individual para os profissionais de saúde na linha da frente do combate ao novo coronavírus. As luvas, máscaras, óculos e batas serão distribuídos pelos hospitais de todo o mundo. A entrega também está cargo da plataforma de logística da H&M.

“O coronavírus está a afectar cada um de nós de forma dramática e o Grupo H&M, como muitas outras organizações, está a fazer o seu melhor para ajudar e contribuir durante esta situação excepcional. Vemos esta acção como um primeiro passo nos nossos esforços para apoiar, de todas as formas possíveis” afirmou, em comunicado enviado às redacções, Anna Gedda, responsável de sustentabilidade da H&M.

Meio milhão de dólares para o combate ao novo coronavírus

A Fundação H&M contribuiu com 500 mil dólares para o fundo solidário da Organização Mundial da Saúde e das Nações Unidas para combater e investigar o novo coronavírus, a Covid-19 Solidarity Response Fund.

Qualquer pessoa pode contribuir para este fundo. Os donativos revertem a favor da investigação do novo vírus, dos esforços para desenvolver vacinas, do tratamento de doentes (incluindo a compra de máscaras, batas e óculos de protecção), e da formação de profissionais de saúde.

“A contribuição da H&M Foundation será usada para proteger pacientes vulneráveis e trabalhadores de saúde na linha da frente através do estabelecimento de unidades de cuidados intensivos e acesso a equipamento protector. Encorajamos todos os que querem fazer algo a ajudar” sublinha a directora global da Fundação H&M, Diana Amini.

As acções dos grandes grupos em apoio à pandemia covid-19 têm vindo a multiplicar-se. Em Itália, a Edizione, grupo que detém a marca de moda Benetton, disponibilizou três milhões de euros “para apoiar projectos urgentes e as necessidades de quatro hospitais” italianos. Já em França, a LVMH começou a produzir e a distribuir gratuitamente álcool em gel.

Sugerir correcção