Governo vai insistir em acordos à esquerda antes do fecho do Orçamento

Preocupado em ultrapassar a imagem de bloqueio e em garantir a estabilidade política, António Costa deve procurar acordos à esquerda antes de fechar o Orçamento do Estado para 2021. A moeda de troca pode passar por questões não orçamentais, como a legislação laboral.

António Costa
Foto
O primeiro-ministro, António Costa, deverá retomar a iniciativa de encontrar acordos à esquerda rui gaudencio

Considerando que o PSD adoptou uma atitude de oposição sistemática às orientações de acção política do primeiro-ministro - “guerrilha”, chamou-lhe António Costa -, o Governo e a direcção do PS concluíram que têm de fazer de novo acordos políticos sólidos com os anteriores parceiros de aliança parlamentar (BE, PCP e PEV), mas também envolver nas negociações o PAN e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira.