Torne-se perito

Graham’s celebra 200 anos com edições especiais e loja pop-up em Londres

Programa de celebrações do bicentenário da casa de Vinho do Porto inclui também eventos e jantares em Gaia e em várias cidades do mundo.

Foto
As Caves Graham's em Gaia Adriano Miranda

Fundada em 1820 por dois irmãos escoceses e originalmente dedicada ao comércio de têxteis, a casa de Vinho do Porto Graham's assinala este ano dois séculos com edições especiais comemorativas e uma loja pop-up no centro de Londres.

“Este ano marca um momento incrivelmente especial para a Graham's. O meu bisavô iniciou a sua vida profissional no sector vinícola a trabalhar na Graham's em 1882, sendo que a geração do meu pai teve a oportunidade de adquirir a casa”, afirma o presidente da Symington Family Estates, citado num comunicado.

A celebrar dois séculos este ano, a Graham's é actualmente uma das últimas casas de vinho do Porto de origem britânica a estar nas mãos de uma única família (tal como as restantes marcas do portefólio da Symington – Cockburn's, Dow's e Warre's), mas não foi no negócio do Vinho do Porto que iniciou actividade.

“Como família, estamos extremamente orgulhosos de ter produzido vinhos tão notáveis ao longo dos séculos XIX e XX e de poder continuar este extraordinário legado no século XXI. Estamos ansiosos para continuar este caminho que a Graham's está a percorrer e ampliar o nosso negócio familiar”, acrescenta Johnny Symington.

Uma história familiar 

A história da Graham's começou na cidade do Porto com os irmãos William e John Graham, que fundaram a W. & J. Graham & Co., uma sociedade dedicada ao comércio de têxteis.

PÚBLICO -
Foto
Adriano Miranda

“Em 1820 aceitaram 27 pipas de Vinho do Porto como pagamento de uma dívida, iniciando-se aí a vontade de dedicarem as suas energias à produção dos melhores vinhos do Porto do Vale do Douro”, recorda a Symington.

Com a aquisição da Quinta dos Malvedos e posterior construção de uma pequena adega de pedra na propriedade, em 1890, a Graham's tornou-se uma das primeiras produtoras a investir em vinhas no Alto Douro e, no mesmo ano, construiu as caves em Vila Nova de Gaia, onde todos os vinhos da marca têm sido, desde então, armazenados e envelhecidos.

A ligação da família Symington à empresa começou a traçar-se oito anos antes, em 1882, quando Andrew James Symington ("AJ"), de Glasgow, na Escócia, chegou ao Porto para começar a trabalhar na Graham's.

Em 1891, AJ casou-se com Beatrice Leitão de Carvalhosa Atkinson, descendente dos pioneiros comerciantes do Porto do século XVII, e, embora tenha alguns anos depois deixado a Graham's para prosseguir uma carreira independente, os seus netos Michael, Ian, James, Peter e Amyas voltariam a “reunir-se” com a casa cerca de um século depois.

A relação da família Symington com a Graham's fecharia um ciclo em 1970, quando o legado de W. & J. Graham foi passado de uma família para outra através da aquisição da casa. Desde então, cada geração da família Symington foi enfrentando diferentes desafios, nomeadamente as profundas transformações por que passou o sector vitivinícola durante duas guerras mundiais, sendo hoje a Graham's conhecida pela produção de vinhos com uvas provenientes de quatro propriedades em todo o vale do Douro.

As celebrações dão a volta a Gaia e ao mundo

Este ano, para assinalar o bicentenário da casa de vinho do Porto – líder de mercado no seu sector e distinguida em 2017 pela Rainha Isabel II com o The Royal Warrant (carta exclusiva de fornecedor oficial da Casa Real Britânica) – a Symington Family Estates está a preparar diversos eventos em todo o mundo e lançamentos especiais.

Algumas das iniciativas previstas são um conjunto de jantares reservado a convidados nas cidades do Porto, Londres, Nova Iorque, Paris, Amesterdão, Copenhaga, Dubai, Hong Kong e Xangai, em que os membros da quarta e quinta geração da família irão apresentar uma “colecção exclusiva, muito restrita”, de vários vinhos do Porto Graham"s.

A marca vai também lançar uma edição comemorativa do seu Porto Late Bottled Vintage e uma nova edição especial do Porto Single Harvest Tawny, “para homenagear a arte de todos aqueles que estão envolvidos na produção destes vinhos, desde os responsáveis de armazém, aos tanoeiros e provadores”.

Durante o Verão, a Symington organizará ainda dois jantares nas caves Graham's 1890, em Vila Nova de Gaia, abertos aos apreciadores e consumidores e apresentados como “uma oportunidade única de degustar uma refeição entre as pipas onde se envelhecem os melhores vinhos do Porto do mundo”.

Já em Setembro, a Graham's vai abrir uma loja pop-up no centro de Londres, celebrando o aniversário da marca com uma série de eventos temáticos e degustações especiais.

PÚBLICO -
Foto
O restaurante Vinum, nas caves da Graham's em Gaia André Rodrigues

A Symington Family Estates é uma empresa de propriedade e gestão familiar que detém as marcas Graham's, Dow's, Cockburn's e Warre's e os vinhos DOC [Denominação de Origem Controlada] Douro Quinta do Vesúvio, Quinta do Ataíde, Altano e P+S.

A família Symington está presente no Douro há cinco gerações, desde 1882, mas, seguindo a linhagem da família através da bisavó da actual geração, os Symington reclamam uma ligação de 14 gerações aos vinhos do Douro, “até meados do século XVII e aos próprios primórdios da história do Vinho do Porto”.

Actualmente, a empresa apresenta-se como “a maior proprietária de quintas na região do Douro e um dos principais produtores de vinho do Porto de qualidade superior, as chamadas categorias especiais”. 

Sugerir correcção