Torne-se perito

Homem que agrediu oficial de justiça em Matosinhos presente quarta-feira a tribunal

Suspeito estava no tribunal para ser julgado por crimes de maus-tratos a animais. Agressor vai passar esta noite detido em esquadra da PSP.

Caso ocorre duas semanas depois de uma juíza e de uma procuradora do Ministério Público terem sido agredidas no Tribunal de Família e Menores de Matosinhos
Foto
Caso ocorre duas semanas depois de uma juíza e de uma procuradora do Ministério Público terem sido agredidas no Tribunal de Família e Menores de Matosinhos Adriano Miranda/ARQUIVO

O homem que agrediu esta terça-feira uma oficial de justiça no Tribunal de Matosinhos vai ser presente na quarta-feira a um juiz de Instrução Criminal, disse à Lusa o coordenador Regional do Porto do Sindicato dos Funcionários Judiciais. Manuel Sousa adiantou que o agressor, de nacionalidade estrangeira, vai ser presente ao juiz logo pela manhã, em Matosinhos, distrito do Porto, ficando esta noite detido numa esquadra da PSP.

O suspeito estava no tribunal para ser julgado por crimes de maus-tratos a animais, mas o julgamento acabou adiado. No entanto, e enquanto aguardava fora da sala de audiências a marcação de futuras diligências, começou a tirar fotos às testemunhas presentes com o seu telemóvel, tendo sido advertido pelo segurança que não podia fazer tal, explicou o dirigente sindical.

De seguida, o segurança retirou-lhe o telemóvel e entregou-o à oficial de justiça, referiu. Manuel Sousa contou que, depois, e quando viu passar a profissional à sua frente, o arguido se dirigiu a ela para que esta lhe devolvesse o telemóvel, batendo-lhe na cabeça e apertando-lhe os pulsos, causando-lhe hematomas.

No último mês somam-se três agressões a operadores judiciais, desde oficiais de justiça, procuradores e magistrados, neste tribunal, comentou.

“Isto demonstra bem a falta de segurança existente nos tribunais actualmente”, reforçou. Este caso acontece cerca de duas semanas depois de uma juíza e de uma procuradora do Ministério Público terem sido agredidas no Tribunal de Família e Menores de Matosinhos.

No dia 15 de Janeiro, no âmbito de uma audiência de regulação do poder parental e, na sequência de uma agressão, uma mulher com cerca de 30 anos foi detida e conduzida às celas do tribunal de Matosinhos.

Sugerir correcção