Opinião

O tema mais importante do mundo

Para combater eficazmente as alterações climáticas, precisamos de fazer política à escala global, precisamos de nos assumir individualmente como cidadãos do mundo, e agir como tal.

Os três primeiros dias desta semana trazem três notícias da guerra mais decisiva das nossas vidas: o combate às alterações climáticas. Segunda-feira a administração Trump notificou oficialmente as Nações Unidas da retirada dos EUA do Acordo de Paris contra as alterações climáticas. Ontem, terça-feira, saiu na revista BioScience aquele que deve um dos artigos com mais autores no mundo. Mais de 11 mil cientistas de mais de 150 países assinam conjuntamente um artigo que confirma o estado de emergência climática em que nos encontramos e propõe seis frentes de batalha que nos permitiriam ganhar o futuro, da transição energética ao combate aos poluentes, às mudanças necessárias para uma economia descarbonizada, uma dieta mais sustentável, um plano de ação para proteger ecossistemas e reflorestar e, finalmente, uma estabilização da população humana global.