Francesinha do Café Santiago é uma das “50 melhores sanduíches do mundo”

Depois de conquistar o top europeu do site Big 7 Travel, a iguaria com “molho secreto” deste café do Porto sobe agora à lista mundial.

Fotogaleria
DR/Café Santiago
Fotogaleria
DR/Café Santiago
Fotogaleria
DR/Café Santiago
Francesinha
Fotogaleria
DR/Café Santiago

É “com muito orgulho e satisfação, e sobretudo com a sensação de dever cumprido que, com esta distinção, vemos a nossa Francesinha Santiago representar os sabores do Porto e de Portugal, ao mais alto nível internacional”, escreve-se no Facebook do Café Santiago, que está a celebrar 60 anos no Porto, a propósito da ascensão à ronda mundial das “50 melhores sanduíches do mundo” no site Big 7 Travel.

É a única representante de Portugal na lista liderada por uma sanduíche de mortadela que também “fala” português: a do Bar do Mané, em São Paulo, que, por sinal, destacam, é apresentada enrolada num “estilo à portuguesa”. Já a francesinha do Santiago tinha merecido destaque recente no mesmo site graças à sua inclusão em Junho na lista das “melhores sanduíches da Europa"

O Big 7 Travel, que tem mais de 1,5 milhões de seguidores nas redes sociais, decidiu agora escolhê-la também para o ranking mundial destas iguarias, onde surge em 41.º lugar, relembrando que é “uma sanduíche realmente única, originada no Porto e que se pode traduzir por ‘pequena francesa'”. “Fiambre, bife ou salsicha em pão branco”, é “coberta por molho de cerveja e queijo e servida com ovo e batatas fritas”. Para o site, o Santiago é “o melhor sítio para prová-la”. 

PÚBLICO -
Foto
DR/Café Santiago

É mais um passo para a fama mundial da francesinha, que nos últimos anos tem sido destacada em listas várias de “melhores sanduíches”, do Aol Travel, que lhe chamou uma sanduíche “de babar", à Condé Nast Traveler espanhola, que a considerou uma sanduíche para “valentes" ou o Culture Trip, que escreveu que a fama da francesinha já competia com a paelha ou a pizza.

O Café Santiago foi fundado em 1959 no Porto - oficialmente, já que terá aberto portas umas duas décadas antes como casa de pasto. A sua francesinha tem até um “molho especial” e “secreto”, como anuncia a casa: é “um bem guardado segredo de família” (Pereira, que gere a casa desde 1993). Os ingredientes estão listados (tirando os do molho, claro): pão, mortadela, salsicha fresca, linguiça fresca, bife de novilho, fiambre, queijo, ovo, o queijo de cobertura.

O Santiago, além da casa original na Rua de Passos Manuel (226), tem ainda no Porto o Santiago F (mesma rua, n.º 198) e Santiago da Praça (Praça dos Poveiros, n.º 88).