Operações com cartões bancários e débitos directos fixam novos recordes

Dados relativos aos meses de Julho e Agosto revelam forte crescimento na utilização de instrumentos de pagamentos electrónicos. Utilização de cartões estrangeiros também aumentou.

Meios electónicos de pagamento continuam a crescer
Foto
Meios electónicos de pagamento continuam a crescer Fabio Augusto

Os débitos directos processados no SICOI (Sistema de Compensação Interbancária) atingiram novo máximo histórico em Julho e Agosto, atingindo 35,1 milhões de operações, no valor total de 5043 milhões de euros. Os números, divulgados esta quarta-feira pelo Banco de Portugal (BdP), relativamente aos dois meses de Verão, representam um crescimento de 18,3% em quantidade e de 14,3% em valor, comparativamente a igual período do ano passado.

“Esta subida reflecte uma crescente confiança na utilização deste instrumento em pagamentos regulares (por exemplo, as contas da água, da luz, do gás, despesas de telecomunicações, seguros, quotas, prestações e rendas), pela sua comodidade e segurança”, refere o BdP em comunicado.

No período em causa, passaram pelo SICOI um total de 464,2 milhões de operações com cartões (de débito e de crédito), no valor total de 25.327 milhões de euros, o que representa um aumento de 9,2% em quantidade e de 7% em valor relativamente a igual período de 2018.

As compras processadas em Portugal com cartões de pagamento estrangeiros atingiram também novos máximos, o que é explicado pelo “aumento significativo da afluência de turistas ao país”. No total, foram processadas 25,6 milhões de operações, no valor total de 1476 milhões de euros. Ainda de acordo com o comunicado, por cada compra realizada em Portugal com cartões estrangeiros foram gastos, em média, 58 euros (valor abaixo dos 63 euros verificados em igual período do ano anterior).

A maioria das compras com cartões estrangeiros foi efectuada com cartões emitidos em França (6,7 milhões de operações, no valor total de 330 milhões de euros), com um crescimento homólogo de 11,9% em quantidade e de 5,2% em valor, acompanhando um incremento de 2% no número de hóspedes desta nacionalidade.

A liderança dos franceses acontece apesar de o maior aumento do número de hóspedes entre Julho de 2018 e Julho de 2019 ter sido de origem brasileira (21,1%), seguidos dos irlandeses (14,4%) e italianos (13,4%). As compras realizadas com cartões emitidos no Brasil mostraram crescimentos homólogos de 32,1% e 25,6% em quantidade e valor, respectivamente.

Também as compras efectuadas no estrangeiro com cartões portugueses e processadas no SICOI voltaram a atingir recordes nos meses de verão: 11,9 milhões de operações, no valor total de 559,4 milhões de euros (o equivalente a uma subida de 29,3% em quantidade e de 23,1% em valor, face ao período homólogo).

O Reino Unido foi o país onde foram efectuadas mais compras com cartões portugueses: três milhões de compras no valor de 128 milhões de euros, o que representa uma subida de 40,4% em quantidade e de 41,4% em valor, em termos homólogos. Seguiu-se Espanha, com dois milhões de compras no valor de 141 milhões de euros e uma subida homóloga de 23,2% em quantidade e de 20,4% em valor. Em média, foram gastos 47 euros por cada compra efectuada no estrangeiro (abaixo dos 49 euros registados em igual período de 2018).