Variações já é o filme português mais visto em 2019

A concorrência de Gerard Butler ou de Tarantino não prejudicou o filme português, que ultrapassou em apenas uma semana o até aqui recordista Snu. Cerca de 84 mil pessoas viram Variações nos seus primeiros sete dias em sala.

A projecção de "Variações" na sua cidade natal, há cerca de uma semana
Foto
A projecção de Variações na cidade natal do cantor, há cerca de uma semana Sergio Azenha

Depois de um fim-de-semana de estreia que lhe deu números de pódio, o filme de João Maia sobre António Variações continuou a levar espectadores às salas e chegou a quarta-feira já com o título de filme português mais visto em 2019. Até 28 de Agosto, e em apenas sete dias, Variações acumulou visitas de 84 mil espectadores aos cinemas e 453 mil euros de receitas brutas de bilheteira, segundo os dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) divulgados esta quinta-feira.

O filme protagonizado por Sérgio Praia conseguiu nesta sua primeira semana em cartaz suplantar Snu, o outro biopic sobre uma figura do século XX português que até aqui era o filme mais visto em Portugal este ano. Estreado em Março, Snu fez 82.366 espectadores e cerca de 436 mil euros de receitas de bilheteira. Variações já o ultrapassou, bem como a Tiro e Queda e Tony, que completavam o pódio do cinema português de 2019 até há uma semana.

Caso raro no mercado de exibição português, a estreia de um filme nacional suplantou em pleno Verão de blockbusters e animação a estreia de um filme de franchise como Assalto ao Poder, com Gerard Butler (73 mil espectadores), mas também a segunda semana em sala do cinema de autor de Era Uma Vez… em Hollywood, o regresso de Quentin Tarantino apoiado em nostalgia sixties e em estrelas como Leonardo DiCaprio e Brad Pitt (é o terceiro filme mais visto da semana, mas com uma receita acumulada a roçar já o milhão de euros e mais de 170 mil espectadores). Assalto ao Poder estreou-se no mesmo dia e em apenas menos três ecrãs (96 salas) do que Variações (99 salas) e chamou cerca de dez mil espectadores a menos.

Variações sobe também assim no top dos filmes portugueses mais vistos dos últimos 15 anos, dominado por O Pátio das Cantigas (2015), O Crime do Padre Amaro, 7 Pecados Rurais, Filme da Treta e Balas & Bolinhos – O Último Capítulo. O filme realizado por João Maia e que esteve em preparação durante anos encontra-se agora na 18.ª posição dessa lista compilada pelo ICA.