Crónica da Vanessa

Carta da Vanessa a Pedro Santana Lopes

A Vanessa pede a Santana Lopes que feche o Aliança e regresse ao PPD/PSD. Acha que tudo isto tem a ver com a crise dos 60, que são os novos 40

,Aliança
Foto
MIGUEL MANSO

Meu caro Pedro:

Desculpe tratá-lo assim, com esta familiariedade. É capaz de ser um bocadinho demais, admito. Mas a verdade é que, não sendo eu do PSD, sinto que o senhor faz parte da minha vida. Lembro-me de si há tantos anos – estamos os dois a ficar idosos não é? Mas não se preocupe: eu já meti na cabeça que os 60 são os novos 40, portanto quando fizer os 60 se calhar vou ter a crise dos 40. Antes a crise do que o resto.

Uma das coisas que não me entra na cabeça é porque raio o Pedro resolveu fazer aquela coisa da “Aliança”. Foi a crise dos 40? Quer dizer, a dos novos 40? Se for isso até percebo, eu quando fiz os primeiros 40 (que pensando bem são agora os novos 25) fartei-me de fazer disparates. Nem lhe digo. Não havia nem sexta nem sábado que não saísse até às tantas e enquanto não experimentasse variadas marcas de gin não sossegava – também é preciso dizer que naquele tempo havia muito menos marcas de gin do que agora. Fiz os meus disparates, sim, nos primeiros 40. Conheci uns tipos que nem queira saber. Agora, tudo isso me dá vontade de rir, claro. Mas espero que, quando tiver a crise dos novos 40 – a dos sessenta – não faça um partido. Eu sei que uma pessoa nos novos 40 já não aguenta beber o que bebia nos velhos 40 e sobre as ressacas é melhor nem falar. Mas em vez de beber uns copos fazer um partido? Nisso não me apanham e não sei o que lhe passou pela cabeça.

Pedro, você faz falta ao PSD, aliás ao PPD/PSD como você tão bem gostava de pronunciar. Aquilo é um monte de chatos que não vai a lado nenhum. O pior é que o Pedro também não vai a lado nenhum com essa coisa da “Aliança”. E agora anda a dizer que a direita tem que se juntar? Mas então por que saiu lá do PPD, o seu ajuntamento desde o Sá Carneiro? Nada disto faz sentido.

Pedro, você ainda vai a tempo. Feche lá o Aliança. É que ninguém percebe o que você quer com aquilo. Eu não estou a dizer que seja um mau partido, só que ninguém percebe. E isso é chato. Eu tenho tantas saudades de o ouvir falar em nome do PSD! Agora com estas trapalhadas do Rui Rio e da desgraça que se avizinha ia ser tão giro ouvi-lo! Claro que ouvir o presidente do “Aliança” sobre o que se passa no PSD não é assim uma coisa que entusiasme. Oh homem, Santa Maria!! (não era esta a santa a que costumava recorrer?). Eu, quando me passou a crise dos 40, deixei de beber gin tónico. Veja lá se lhe passa a crise e largue lá o partido. Seja por Santa Maria, seja em nome do PPD/PSD, do Sá Carneiro. Pedro, você é do PPD. Aquilo consigo ainda tinha alguma graça. E fazer com que o PPD tenha alguma graça é um dever patriótico.