Opinião

E se a Constituição ficar nas mãos da esquerda?

O estado calamitoso da direita portuguesa não vai custar apenas a cabeça a Rui Rio – pode muito bem vir a custar uma alteração radical nos equilíbrios políticos do país.

Quando olhamos para os números das sondagens, todas elas catastróficas para a direita, costumamos fazer as contas em termos de maioria absoluta para o PS, centrando a nossa atenção no próximo executivo. Contudo, para além da discussão sobre quem vai governar o país nos próximos quatro anos, e a forma como o irá fazer, há um outro número a que convém começar a prestar a devida atenção: 66,7%.