Análise

Persas e americanos: um atoleiro estratégico

Estamos perante duas estratégias de tensão que, se não redundarem em escalada e evitarem os famosos erros de cálculo, podem culminar numa negociação.

A partir de 7 de Julho, o Irão poderá ultrapassar os limites do seu stock de urânio pouco enriquecido, violando uma cláusula do acordo nuclear de 2015, e aumentar ligeiramente o nível de enriquecimento. Mas não denunciará o acordo. Para a maioria dos observadores, esta ameaça faz parte da calculada estratégia de alto risco que Teerão escolheu para preparar uma negociação com os Estados Unidos. Os persas têm uma milenar cultura política.