Os 10 destinos “essenciais” da Europa, palavra da Lonely Planet

A Lonely Planet, editora guru mundial da viagens, aponta o dedo a 10 destinos europeus que são “os locais mais excitantes do continente agora mesmo”, uma lista decidida pelos seus especialistas.

Goðafoss
Foto
Há um novo trilho para conhecer a Islândia menos visitada: rumo ao Norte DR/Turismo da Islândia

1. Alto Tatra, Eslováquia

Um cenário “mítico” pela cordilheira eslovaca, entre cataratas e paisagens de tirar o fôlego. Um território a descobrir e aconselham-se passeios a pé pelas florestas onde ainda se encontram os ursos castanhos e linces.

PÚBLICO - Alto Tatras, Eslováquia
Alto Tatras, Eslováquia DR/Turismo da Eslováquia
PÚBLICO - Alto Tatras, Eslováquia
Alto Tatras, Eslováquia DR/Turismo da Eslováquia
Fotogaleria
DR/Turismo da Eslováquia

2. Madrid, Espanha

A movida está de volta? Para a Lonely Planet, sim. E, por supuesto, Madrid tem apostado na vida urbana sustentável, com vias pedestres e cicláveis. A ter em conta: a rua de que mais se fala em matéria de tapas e companhia, a Ponzano, e a dinâmica do Museu do Prado, que celebra este ano o bicentenário.

PÚBLICO -
Foto
Madrid, Museu do Prado Nelson Garrido
PÚBLICO -
Foto
Madrid, a Sala de Despiece, uma das estrelas de Ponzano DR

3. O caminho da costa árctica, Islândia

Maravilhas sem multidões é a nova proposta da Islândia, que teve um boom turístico como poucos: vem aí a Arctic Coast Way, um caminho norte feito de aldeias, ilhas, cataratas, glaciares colossais, oferta de desportos de inverno, observação da fauna e flora. São só 800km.

PÚBLICO - Islândia, norte
Islândia, norte DR/Turismo da Islândia
PÚBLICO - Islândia, norte, o caminho da costa ártica
Islândia, norte, o caminho da costa ártica DR/Turismo da Islândia
Fotogaleria
DR/Turismo da Islândia

4. Herzegovina, Bósnia e Herzegovina

O foco aqui é na descoberta da Herzegovina mas aproveitando o trilho ciclável CIRO, que cruza a região aproveitando uma velha linha férrea austro-húngara de Mostar a Dubrovnik. Com direito a alojamento em velhas estações de caminhos-de-ferro. 

PÚBLICO - Herzegovina de bicicleta
Herzegovina de bicicleta DR/Turismo da Herzegovina
PÚBLICO - Herzegovina de bicicleta
Herzegovina de bicicleta DR/Turismo da Herzegovina
Fotogaleria
DR/Turismo da Herzegovina
PÚBLICO -
Foto
Herzegovina DR/Turismo da Herzegovina

5. Bari, Itália

Bari está de volta. Centro histórico revigorado, novos restaurantes familiares, espaços a reabrirem - como o Teatro Piccinno ou o velho hotel Oriente. A cidade portuária no calcanhar de Itália, destaca a Lonely Planet, está mais segura e com praias mais limpas. 

PÚBLICO -
Foto
Bari, Itália DR/Turismo de Itália

6. Shetland, Escócia

Uma série policial homónima (em Portugal na Fox Crime) tem tornado mais popular o nome destas ilhas escocesas. Mas basta admirar as fotos da costa selvagem do ponto mais a norte do Reino Unido para perceber o fascínio. Trilhos impressionantes pela costa, uma gastronomia marinha de primeira, um ambiente familiar e calmo. Tirando quando chega o Up Helly Aa, um festival viking em Janeiro que põe tudo a ferro e fogo.

PÚBLICO - Shetland, Escócia
Shetland, Escócia DR/Turismo de Shetland
PÚBLICO - Shetland, Escócia
Shetland, Escócia DR/Turismo de Shetland
PÚBLICO - Shetland, Escócia
Shetland, Escócia DR/Turismo de Shetland
PÚBLICO - Shetland, Escócia
Shetland, Escócia DR/Turismo de Shetland
Fotogaleria
DR/Turismo de Shetland

7. Lyon, França

Que se passa em Lyon para voltar aos tops? “Bela”, “obcecada por comida”, “cultural”, responde a Lonely Planet. E recebe as finais do mundial feminino de futebol em Julho, além de ter sido distinguida pela União Europeia pelos seus esforços em prol de um turismo mais acessível e sustentável.

PÚBLICO - Lyon, França
Lyon, França Robert Pratta/Reuters
PÚBLICO - Lyon, França
Lyon, França Robert Pratta/Reuters
Fotogaleria
Robert Pratta/Reuters

Lyon, rejuvenescer sem esquecer o passado

8. Liechtenstein

É possível dar a volta a pé a um país num fim-de-semana? Neste caso sim: acaba de ser criado o Caminho do Liechtenstein, parte das celebrações dos 300 anos de soberania nacional. São 75km cénicos através de onze municípios.

PÚBLICO -
Foto
Liechtenstein DR/Turismo do Liechtenstein
PÚBLICO - Liechtenstein
Liechtenstein DR/Turismo do Liechtenstein
PÚBLICO - Liechtenstein
Liechtenstein DR/Turismo do Liechtenstein
Fotogaleria
DR/Turismo do Liechtenstein

No Liechtenstein, a história de uma poderosa família real confunde-se com a do país

9. Vevey, Suíça

Desde o séc. XVIII, há uma festa que se realiza de 20 em 20 anos. Chama-se  Fête des Vignerons e celebra-se em Vevey. E, por sorte, 2019 é ano de fête! São três semanas em Julho para celebrar o vinho e as vinhas. E admirar as vistas: Vevey tem a sorte de ficar numa encosta da zona do Lago Léman.

PÚBLICO -
Foto
Vevey Denis Balibouse/Reuters

10. Ístria, Croácia

Riviera croata, península em forma de coração, boas comidas, bons vinhos. Na parte norte do país, é um manancial de cruzamento de culturas, logo história, e, não menos importante, de praias. A Lonely Planet elogia ainda os recentes passeios de bicicleta em versão gourmet na Primavera, festivais de música no Verão e a caça às trufas no Outono.

PÚBLICO -
Foto
Ístria DR/Turismo da Croácia
PÚBLICO - Ístria
Ístria DR/Turismo da Croácia
PÚBLICO - Ístria
Ístria DR/Turismo da Croácia
PÚBLICO - Ístria
Ístria DR/Turismo da Croácia
Fotogaleria
DR/Turismo da Croácia