Investimento público ao nível mais baixo da zona euro

A retoma mais lenta que o previsto do investimento público português coloca o país na cauda da zona euro neste indicador. O valor do défice já está na média.

Foto
Rui Gaudencio

Num cenário em que conseguiu, pela primeira vez desde 1995, não apresentar um défice público superior ao da média da zona euro, o Estado português foi, em simultâneo, aquele que entre os países da moeda única menos apostaram no investimento público em 2018, situação que pouco deverá mudar durante este ano.