Bank of America quer financiar grandes empresas e contrata Pires de Lima

Ex-ministro Pires de Lima, que substitui António Vitorino, foi contratado para “fazer aumentar a base de clientes do banco” em Portugal.

Pires de Lima foi ex-ministro da economia de Passos Coelho
Foto
Pires de Lima foi ministro da economia entre 2013 e 2015, no Governo de Passos Coelho

O ex-ministro da Economia António Pires de Lima é desde sexta-feira o novo consultor do Bank of America Merrill Lynch para Portugal.

A notícia, avançada esta terça-feira pelo Jornal de Negócios, foi confirmada ao PÚBLICO pelo empresário, que diz ter por missão “o estabelecimento de relações de confiança com potenciais clientes” do Bank of America em Portugal. Nesta consultoria (que será prestada através da empresa que fundou em 2017, a Best Anchor), António Pires de Lima vai “trabalhar com as estruturas da instituição em Londres e Madrid”, de forma a “fazer aumentar a base de clientes do banco” em Portugal.

Pires de Lima confirmou ao PÚBLICO que é o único consultor do Bank of America em Portugal e que vai substituir o advogado António Vitorino. O ex-ministro da Defesa de António Guterres, é, desde Outubro, director-geral da Organização Internacional das Migrações.

Para assumir a posição, Vitorino, que era sócio do escritório de advocacia Cuatrecasas – desistiu dos vários cargos em empresas, incluindo o de consultor do Bank of America (o banco que está a assessorar financeiramente a China Three Gorges na Oferta Pública de Aquisição sobre a EDP, a cuja assembleia-geral Vitorino também presidia).

António Pires de Lima destacou, que, além da actividade na área das fusões e aquisições, a instituição norte-americana tem uma presença forte na área do financiamento a grandes empresas e ao próprio negócio bancário (financiamento grossista aos bancos).

O Bank of America “tem um balanço suficientemente poderoso para ajudar grandes empresas”, seja através do financiamento directo, seja através de produtos de tesouraria, exemplificou. Dizendo não querer “revelar a estratégia” do Bank of America para Portugal, Pires de Lima mencionou, no entanto, os sectores farmacêuticos, da energia e das telecomunicações como exemplo de áreas onde há grandes empresas – além da banca. Pires de Lima defendeu que o facto de o Bank of America “estar mais activo” em Portugal é “uma boa notícia” para o país, porque pode “ajudar a dinamizar áreas importantes de actividade”, inclusive o sector financeiro.

Esta aposta do Bank of America também é sinal de que “Portugal ultrapassou os handicaps enquanto país assistido” e o “reconhecimento de uma certa normalidade, estabilidade e previsibilidade, que fazem com que o banco olhe para o país como uma área de crescimento”, considerou ainda.

A consultora do ex-ministro da Economia presta ainda serviços à empresa de private equity Advent Intenational. Pires de Lima também se juntou a Sérgio Monteiro, outro ex-governante do executivo de Passos Coelho (com o pelouro das infra-estruturas e comunicações) para formar o fundo Horizon Equity Partners, que comprou uma participação de 10% na empresa a que foram vendidas as torres de telecomunicações da Altice em Portugal (Towers of Portugal). No currículo, Pires de Lima conta também com a presidência executiva da Unicer (entre 2006-2013) e da Compal.

Notícia actualizada às 20h00, com informação adicional