Portuguesa Compta vence concurso da IBM com solução para detectar incêndios

O Bee2FireDetection é um serviço comercial de detecção de incêndios florestais que recorre a inteligência artificial.

Foto
Tecnologia quer ajudar a prevenir incêndios Rui Gaudencio

Foi com o Bee2FireDetection, um serviço comercial de detecção de incêndios florestais que recorre à utilização de inteligência artificial, que a Compta venceu esta semana o Watson Build da IBM, uma competição global da multinacional.

A solução tem como base câmaras de alta definição que em tempo real recolhem imagens que depois são analisadas através de sensores térmicos e constitui uma nova abordagem para sistemas de prevenção e detecção de incêndios em florestas e indústrias.

Segundo explica ao PÚBLICO o presidente do Grupo Compta, Jorge Delgado, a solução divide-se em três vertentes: "A parte da prevenção utiliza os dados meteorológicos, a detecção [é a] altura em que entra toda a parte da inteligência artificial e, por fim, [o sistema] auxilia e recomenda as primeiras medidas de combate para melhor extinguir [um incêndio]".

Toda a informação do Bee2FireDetection tem como base um algoritmo desenvolvido pela Compta ao longo de dois anos. A empresa, que tem vindo a desenvolver projectos relacionados com as causas e prevenção de incêndios, usou a inteligência artificial do supercomputador Watson, ​que é capaz de interpretar a linguagem natural dos humanos e que foi desenvolvido pela IBM.

"Esta solução, que é uma tecnologia portuguesa desenvolvida por portugueses, é disponibilizada a partir da cloud [via Internet] e tem um modelo de negócio simples, cobrado por uma taxa mensal. Acima de tudo quer contribuir, ainda que de uma forma mínima, para combater um problema que não é de Portugal, nem de um determinado país, mas do mundo", explica Delgado.

Durante a fase de candidaturas foram submetidas e avaliadas mais de 400 soluções provenientes de todo o mundo, sendo que foram apuradas para a final apenas sete, uma por cada geografia (Ásia e Pacífico, Europa, China, Japão, América Latina, Médio Oriente e África, e América do Norte). A Bee2FireDetection foi a escolhida para representar o continente europeu na final mundial do IBM Watson Build e acabou por conquistar o primeiro lugar da competição, que decorreu em São Francisco.

A tecnologia pode vir a contribuir para combater o flagelo dos incêndios que tem afectado não só Portugal, mas também outros países como os Estados Unidos, a Grécia e a Austrália, mercados onde a Compta quer investir. 

"A diferença entre o Bee2FireDetection ​e os sistemas utilizados até agora é que estes estão altamente dependentes da mão humana", diz Jorge Delgado, que acrescenta que "a tecnologia pode ser adaptada não só à parte florestal, mas também em termos industriais". Recentemente, a Compta instalou esta solução na portuguesa Navigator, uma produtora de papel.