Incêndios florestais

Todos os tópicos

O primeiro-ministro diz que o que está para vir pode ser pior do que o que já passou e justifica que se declare calamidade pública de forma preventiva. Presidente defende a reconstrução em curso no terreno, afirmando que estes processos "são lentos".

  • O primeiro-ministro diz que o que está para vir pode ser pior do que o que já passou e justifica que se declare calamidade pública de forma preventiva. Presidente defende a reconstrução em curso no terreno, afirmando que estes processos "são lentos".

  • Houve pelo menos 142 incêndios durante esta quinta-feira. Desde 11 de Agosto registaram-se 92 feridos, sete dos quais graves.

  • Vice-presidente da bancada parlamentar do PSD diz que Governo "chega sempre tarde e a más horas" e que há "falta de coordenação e de liderança" no combate aos incêndios.

  • Incêndio é proveniente do que começou na quarta-feira em Mação, e que também já se propagou para o Sardoal.

  • Presidente da Câmara de Mação já tinha criticado discrepância nos números de meios aéreos em acção no incêndio naquele concelho. Protecção Civil diz que chegaram a estar 15 meios, mas não todos ao mesmo tempo.

  • O Governo decidiu estar quinta-feira declarar o estado de calamidade pública de modo preventivo para algumas regiões do país.