Apreensão de notas falsas de 50 euros sobe 53% em 2018

Em 2018, foram apreendidas em Portugal 18.047 notas de euro contrafeitas , uma ligeira subida de 1,2% face ao ano anterior. No caso das notas de 50 euros, houve um crescimento de 53%.

Foto
Notas de 50 euros representaram 36% do total das apreensões em 2018 Rui Gaudêncio

Foram apreendidas em Portugal 18.047 notas de euro contrafeitas ao longo do ano passado, o que representa uma ligeira subida (1,2%) face a 2017. O destaque vai para as notas de 50 euros, com 6436 contrafacções apreendidas em 2018, mais 53% em relação ao ano anterior.

Só no segundo semestre de 2018, de acordo com os dados do Banco de Portugal divulgados esta sexta-feira, foram apreendidas 3779 destas notas no território nacional.

Conforme destaca o supervisor bancário, “o número de notas contrafeitas apreendidas continua a ser residual em relação à quantidade de notas em circulação”.

Por regra, as notas de 50 e de 20 são as preferidas pelos falsificadores, num equilíbrio entre o ganho por nota introduzida em circulação e não chamar demasiado a atenção (o uso de notas de 100 ou mais euros é pouco vulgar em Portugal, e mesmo as de 50 euros não são comuns, ao contrário do que sucede em vários outros países da zona euro).

De acordo com os dados disponíveis no banco central, no caso das notas falsas de 20 euros apreendidas pelas autoridades houve uma pequena diminuição no ano passado, chegando às 10.084 unidades (menos 1,5%). Ao todo, as notas de 20 e de 50 euros representaram 92% do total das apreensões (com um peso de 56% e 36%, respectivamente).

A redução mais expressiva coube às notas de 500 euros, com um recuo de 95% para 102 unidades, mas apenas porque em 2017 houve uma só apreensão de 1962 destas notas no segundo semestre de 2017. Estas contrafacções, segundo informou na altura o Banco de Portugal, eram “de baixa qualidade, claramente distintas das notas genuínas” e tinham a palavra “espécime” escrita.

Hoje, o Banco de Portugal aproveitou também para recordar que vão entrar em circulação, a partir do próximo dia 28 de Maio, as novas notas de 100 e de 200 euros da série Europa. Estas incluem vários novos elementos de segurança, de modo a melhor prevenir falsificações, tal como aconteceu no caso das novas notas de 5 (em Maio de 2013), de 10 (Setembro de 2014), de 20 (euros (Novembro de 2015), e de 50 euros (Abril de 2017).

Já a nota de 500 euros não será abrangida pela série Europa, prevendo-se a sua retirada gradual de circulação (os bancos centrais da zona euro vão começar a retê-las a partir deste domingo) devido ao entendimento de que estão ligadas ao financiamento de actividades criminais.

As novas notas e as da antiga série circulam em paralelo, sendo estas últimas retiradas num processo gradual (no caso da nota de 20 euros, nove meses depois da sua introdução a série Europa já ultrapassava a anterior).