Robyn regressa a Portugal em 2019

A artista sueca é a mais recente confirmação para a próxima edição do festival Nos Alive. Os australianos Cut Copy e os britânicos Idles juntam-se ao alinhamento do palco alternativo.

Foto
Robyn actuou em Portugal em 2008, na primeira parte do espectáculo de Madonna no Parque da Bela Vista, em Lisboa facebook.com/robyn

Honey, o oitavo disco a solo da estrela pop sueca saiu no final de Outubro e é considerado pela imprensa especializada um dos discos mais relevantes do ano — o PÚBLICO deu-lhe quatro estrelas na crítica publicada no Ípsilon de 7 de Dezembro. O regresso de Robyn a Portugal é, também por isso, um dos pontos altos do alinhamento da edição 2019 do Nos Alive, que se realiza de 11 a 13 de Julho em Algés.

Até Julho os fãs terão tempo de absorver o novo Honey, mas na memória todos eles carregam temas como Dancing on my own e With every hearbeat. Robyn construiu uma carreira à margem do estrelato e hoje, com 39 anos de idade, afirma-se como um dos nomes mais importantes da pop alternativa.

Os Cut Copy são outra das bandas que vão marcar presença no próximo Nos Alive. Mestres do som electropop, o quarteto australiano é uma máquina de singles orelhudos que regressa a Portugal com cincos álbuns em carteira. A Haiku From Zero, editado no ano passado, juntam-se outros discos que pontuaram o género nos últimos 15 anos — nomeadamente Bright Like Neon Love (2004) e Ghost Colours (2008).

Os Idles foram também confirmados na segunda-feira pela Everything Is New. Formados em Bristol em 2011, produziram até à data dois álbuns, o último dos quais este ano. Joy as an Act of Resistance é uma herança do punk rock britânico, “uma descarga infernal de porrada eléctrica” que mereceu quatro estrelas do PÚBLICO.

Robyn, Cut Copy e Idles vão actuar no Palco Sagres (durante vários anos conhecido por Palco Heineken), a tenda dedicada à sonoridade mais alternativa. Já confirmados para a edição de 2019, estão artistas como Thom Yorke, Bon Iver, The Cure, Ornatos Violeta, The Chemical Brothers, The Smashing Pumpkins, Sharon Van Etten, e Vampire Weekend