Os Smashing Pumpkins regressados voltam a Portugal em Julho

Concerto no Nos Alive junta-se ao dos The Cure e Bon Iver para começar a construir o cartaz do festival. A banda que se destacou na década de 1990, agora sem a baixista D'Arcy, lançou um novo álbum, Shiny and Oh So Bright.

Foto
Billy Corgan e os Smashing Pumpkins em 2011 no Campo Pequeno Rui Soares

Os Smashing Pumpkins, banda formada em Chicago em 1988, vão voltar para mais uma actuação em Portugal e no festival Nos Alive, desta feita no dia de encerramento do evento, a 13 de Julho do próximo ano. Fazem-no numa altura em que lançam um novo álbum depois de anos de hiato, Shiny and Oh So Bright.

A banda liderada por Billy Corgan, que se estreou em Portugal num concerto na Praça de Touros de Cascais em Maio de 1996, já passou pelo Nos Alive em 2007, precisamente na edição inaugural do festival. Junta-se agora aos The Cure, o primeiro grande nome anunciado para a edição de 2019 (os britânicos actuam dia 11), parecendo reforçar a opção da organização por bandas consagradas das décadas de 1980 e 1990 como cabeças de cartaz. Nos últimos anos, o festival que decorre no Passeio Marítimo de Algés teve as suas maiores enchentes com nomes como Pearl Jam, Radiohead ou Depeche Mode, mas também noites cheias para os mais jovens The xx ou Alt-J.

Billy Corgan, James Iha e Jimmy Chamberlin trarão consigo o novo disco, de nome completo Shiny and Oh So Bright, Vol. 1 / LP: No Past. No Future. No Sun., mas vêm, depois de anos de disputa entre o vocalista e a baixista D'Arcy Wretzky, com Jeff Schroeder a substituí-la no alinhamento. O músico está com a banda desde 2007 (entrou na altura para substituir Iha). São apenas duas de várias mudanças na formação da banda, que esteve também alguns anos em pousio.

O seu segundo álbum, Siamese Dream, de 1993, foi passaporte para o sucesso nas rádios, precedendo o êxito mais global de Mellon Collie and the Infinite Sadness (1995). Em Portugal, a banda passou também pelo Festival Imperial ao vivo (1997), pela Aula Magna de Lisboa (1998), pelos Coliseus de Lisboa e Porto, pelo Campo Pequeno (2011), e pelo Rock in Rio (2012).

Os Smashing Pumpkins actuam no festival num dia em que já estava confirmada a presença dos Bon Iver.