A Parker Solar Probe já começou a bater recordes

A sonda da NASA já é o objecto feito pelo homem a estar mais perto da superfície do Sol.

A sonda da NASA já ultrapassou os 42,73 milhões de quilómetros de distãncia do Sol
Foto
A sonda da NASA já ultrapassou os 42,73 milhões de quilómetros de distância do Sol NASA/JHUAPL

A sonda Parker Solar Probe acabou de bater um recorde: é o objecto feito pelo humano que chegou mais perto do Sol. A sonda da NASA ultrapassou o recorde de 42,73 milhões de quilómetros (26,55 milhões de milhas) de distância da superfície da nossa estrela esta segunda-feira, anunciou a agência espacial norte-americana. Até então, esse recorde tinha sido alcançado pela sonda alemã e norte-americana Helios 2 em 1976.

“Passaram apenas 78 dias desde que a Parker Solar Probe foi lançada e já estamos mais perto da nossa estrela do que qualquer outra sonda na história”, afirmou o director do projecto Andy Driesman, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, em comunicado da NASA na segunda-feira.

A Parker Solar Probe começou a sua viagem até à atmosfera do Sol em Agosto e tem a missão de desvendar alguns dos segredos da nossa estrela, como perceber melhor a aceleração do vento solar, as enormes temperaturas da corona (que é muito mais quente do que a superfície do Sol) e o mecanismo por trás da aceleração das partículas energéticas da estrela.

A sonda da NASA também já bateu recordes na velocidade a que viaja. Até agora, o recorde pertencia à Helios 2 e era de 246.960 quilómetros (153.454 milhas) por hora. A Parker Solar Probe já ultrapassou essa velocidade e é (também) a sonda mais rápida até ao momento.

Durante a viagem (em que fará 24 aproximações ao Sol), espera-se que esta sonda ainda bata mais recordes. Afinal, na sua aproximação final, estima-se que fique a 6,16 milhões de quilómetros (3,83 milhões de milhas) da superfície do Sol em 2024. Como tal, vai enfrentar condições de calor e de radiação muito severas que nos permitirão observar a nossa estrela como nunca.