A Parker Solar Probe já partiu a caminho do Sol

Sonda já está no espaço. Vai agora demorar cerca de 12 semanas a chegar à coroa do Sol. NASA diz que está tudo a correr bem para "tocar no sol".

Foto
LUSA/NASA/Bill Ingalls HANDOUT

A Parker Solar Probe, a sonda da NASA que tem como objectivo chegar mais perto do Sol, foi finalmente lançada este domingo de manhã.

No sábado, o lançamento da sonda foi adiado por causa de um problema técnico, que entretanto ficou resolvido. Desta vez, de acordo com a NASA, correu tudo bem e a sonda está preparada para "tocar no sol".

A assistir ao lançamento da missão esteve Eugene Parker, o astrofísico da Universidade de Michigan que estudou os ventos solares e que, por isso, deu nome à sonda. 

A missão da Parker Solar Probe é a de viajar até perto da coroa do Sol, a camada mais externa da atmosfera solar e a sua missão será pioneira em vários aspectos: será um dos primeiros aparelhos a chegar tão perto do Sol e um dos objectos mais rápidos feitos pelo Homem da História. Esta sonda deverá alcançar os 690 mil quilómetros por hora: “De Nova Iorque a Tóquio em menos de um minuto”, disse Nicola Fox, cientista britânica associada ao Laboratório Johns Hopkins de Física Aplicada, em declarações à BBC.

Os cientistas estimam que o primeiro encontro com o Sol aconteça daqui a 12 semanas. A sonda vai demorar seis semanas a chegar a Vénus e outras seis semanas a alcançar o Sol.