Vouguinha volta a 30 de Junho e fica até Outubro

Viagem no comboio histórico de via estreita entre Aveiro e Macinhata do Vouga vai realizar-se também aos domingos.

Comboio, Linha do Vouga, Estação Ferroviária de Aveiro, Transporte Ferroviário
Fotogaleria
Adriano Miranda
Linha do Vouga
Fotogaleria
Adriano Miranda
Comboio, Transporte Ferroviário, Linha do Vouga
Fotogaleria
Adriano Miranda
Linha do Vouga, Rio Vouga, Comboio
Fotogaleria
Adriano Miranda

Mais vale tarde do que nunca. No ano passado, o Vouguinha estreou-se a 1 de Junho, mas este ano uma avaria na locomotiva fez derrapar o início da sua circulação para o fim deste mês. Trinta de Junho é a data prevista para o regresso do comboio histórico que circula na única linha de via estreita que sobra em Portugal.

O sucesso deste produto turístico, que no ano passado rondou os 100% de taxa de ocupação, levou a CP a prolongar a campanha até 13 de Outubro e a pôr o comboio a circular também nos domingos de Julho e Agosto (em 2017 o Vouguinha só se realizava aos sábados).

Parte do sucesso deste comboio assenta na sua composição invulgar – uma carruagem de origem belga de 1908, outra fabricada na Alemanha em 1925 e outra made in Portugal, construída no Porto em 1913. Todas diferentes, todas iguais: veículos vintage em madeira, com os típicos varandins de ferro que são o lugar preferido para muitos passageiros viajarem (e fotografarem), mas com interiores diferentes na decoração, materiais e disposição dos assentos.

A locomotiva a diesel não tem o charme das máquinas a vapor, mas não deixa de ser um exemplar único em Portugal, construído em Espanha em 1964 e adquirido pela CP nos anos 1970. A empresa tem uma locomotiva a vapor que poderia rebocar este comboio, mas o receio dos incêndios aconselhou a não a pôr ao serviço. Por outro lado, como não tem funcionado, também deixou de estar operacional.

A viagem decorre entre Aveiro e Macinhata do Vouga, onde os passageiros têm uma hora e meia para visitar o museu ferroviário, que possui um espólio com peças únicas de material de via estreita. À chegada é oferecida uma bebida e durante a viagem os passageiros recebem alguns doces regionais (pastéis de Águeda). Há também animação a bordo, promovida por um grupo de cantares.

Na viagem de regresso há uma paragem de uma hora para visitar o centro histórico de Águeda, que tem como imagem de marca a instalação artística The Umbrella Sky (ruas com chapéus de sol).

O Comboio Histórico do Vouga tem partida da Estação de Aveiro às 13h40 e regressa de Macinhata do Vouga às 16h25. 

A experiência custa 30 euros por adulto e 16,50 euros para crianças dos quatro aos 12 anos. Grupos iguais ou superiores a dez pessoas têm descontos e há também reduções para quem quiser deixar o carro em casa e viajar pela CP até Aveiro. Nesse caso, o Alfa Pendular, o Intercidades ou até o comboio regional custarão menos 30% se o cliente comprar bilhete também para o comboio histórico.

A transportadora também faz descontos para quem adquirir o Vouguinha e o Comboio Histórico do Douro no mesmo pacote.