Prémios Autores são entregues esta quarta-feira em Lisboa

António Lobo Antunes, Natália Correia, David Mourão-Ferreira, Vitorino Nemésio, João Villaret, Raul Solnado e José Afonso serão as figuras homenageadas na gala, que terá transmissão em directo na RTP2.

A escritora Natália Correia será uma das homenageadas pela SPA
Foto
A escritora Natália Correia será uma das homenageadas pela SPA Pedro Cunha

António Lobo Antunes vai receber esta quarta-feira o Prémio Vida e Obra da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), no âmbito dos Prémios Autores 2017, cuja gala se realiza no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Na cerimónia, serão também homenageados os escritores Natália Correia, David Mourão-Ferreira e Vitorino Nemésio, os actores João Villaret e Raul Solnado e o músico José Afonso, através da actuação de Júlio Pereira.

Tozé Brito, que comemora 50 anos de carreira, Paulo de Carvalho, Mariza, Joana Amendoeira e Virgílio Castelo são outros participantes na gala, que vai contar com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes.

Os prémios da SPA dividem-se nas categorias de Televisão, Dança, Rádio, Artes Visuais, Literatura, Teatro, Cinema e Música, e a cerimónia será emitida em directo na RTP2.

Na categoria de Melhor Disco, competem Menina, de Cristina Branco, Têm os Dias Contados, dos Capitão Fausto, e Lisboa, do Lisboa String Trio, estando os Capitão Fausto também nomeados para Melhor Tema de Música Popular, com Amanhã tou melhor, categoria na qual competem com André Henriques (Linda Martini) e Rui Carvalho (Filho da Mãe) com E às vezes dou por mim, música interpretada por Cristina Branco, e com Héber Marques (HMB) com O amor é assim.

Na área de Cinema, Cinzento e Negro, de Luís Filipe Rocha, conta com cinco nomeações: Melhor Filme, Melhor Argumento, Melhor Actriz (Joana Bárcia e Mónica Calle) e Melhor Actor (Filipe Duarte).

Na categoria de Melhor Filme, Cinzento e Negro compete com Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira, e O Ornitólogo, de João Pedro Rodrigues.

Na categoria de Melhor Argumento, além de Luís Filipe Rocha (Cinzento e Negro), estão nomeados Hugo Vieira da Silva, (Posto Avançado de Progresso), e João Nicolau e Mariana Ricardo (John From).

Pelo prémio de Melhor Actriz competem, além de Joana Bárcia e Mónica Calle, Ana Padrão (Jogo de Damas). Já no de Melhor Actor estão nomeados, além de Filipe Duarte, Nuno Lopes (Posto Avançado de Progresso), e Miguel Nunes (Cartas da Guerra).

Na área de Teatro, Moçambique, de Jorge Andrade, A Noite de Dona Luciana, de Ricardo Neves-Neves, e O Impromptu de Versalhes, de Miguel Loureiro, competem pelo prémio de Melhor Espectáculo.

Na categoria de Melhor Actriz estão nomeadas Rita Cruz (A Noite de Dona Luciana), Joana Brandão (Constelações), e Isabel Munõz Cardoso (Jardim Zoológico de Vidro). Já na de Melhor Actor estão João Perry (O Pai), António Marques (Guernica) e Pedro Almendra (Últimos Dias da Humanidade).

Na Literatura estão nomeados O Meças, de José Rentes de Carvalho, O Rapaz e o Pombo, de Cristina Norton, e Não se pode morar nos olhos de um gato, de Ana Margarida de Carvalho (Melhor Livro de Ficção Narrativa); Bisonte, de Daniel Jonas, Anunciações, de Maria Teresa Horta, Palimpsesto, de Ricardo Gil Soeiro (Melhor Livro de Poesia); De umas coisas nascem outras, de João Pedro Mésseder, Os pais não sabem mas eu explico, de Maria João Lopes, e Sonho com Asas, de Teresa Marques (Melhor Livro Infanto-Juvenil).

Na área das Artes Visuais, pelo prémio de Melhor Exposição de Artes Plásticas competem Os Pirómanos, de Rui Moreira, Corpo a Corpo com a Pintura, de Pedro Chorão, e Os meus álbuns de família um a um, de Lourdes de Castro.

Na Dança, para o prémio de Melhor Coreografia estão nomeados Turbulência, de António Cabrita, Henriett Ventura, São Castro e Xavier Carmo, Jaguar, de Marlene Monteiro Freitas (com Andreas Merk), e Segunda Feira: Atenção à Direita!, de Cláudia Dias.

Na área de Televisão, a RTP tem quatro programas nomeados, a SIC três e a TVI dois. Já na Rádio, os nomeados na categoria Melhor Programa de Rádio dividem-se entre a TSF (Governo Sombra e Fórum TSF), e a Antena 2 (Ronda da Noite).

O júri do Prémio Autores 2017 é composto por: Jorge Leitão Ramos, Rui Tendinha e António Loja Neves (Cinema); Pedro Calapez, José de Guimarães e Inácio Ludgero (Artes Visuais); Fernando Alvim, João David Nunes e Paulo Sérgio (Rádio); Cláudia Galhós, Maria José Fazenda e Daniel Tércio (Dança); António Loja Neves, Ana Zanatti e Mário Figueiredo (Televisão); Manuel Frias Martins, Rita Pimenta e Luísa Mellid Franco (Literatura); Miguel Ângelo, Mafalda Arnauth e Rui Filipe (Música); e Helena Simões, Eugénia Vasques e Rui Monteiro (Teatro).