António Lobo Antunes recebe prémio Vida e Obra da Sociedade Portuguesa de Autores

Os prémios vão ser entregues a 15 de Março e na categoria de literatura infanto-juvenil está nomeado Os pais não sabem mas eu explico, da jornalista do PÚBLICO Maria João Lopes.

Foto
António Lobo Antunes Enric Vives-Rubio

António Lobo Antunes vai receber o prémio Vida e Obra da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), no âmbito dos Prémios Autores 2017, cujos nomeados foram anunciados esta terça-feira.

Os prémios da SPA dividem-se nas categorias de Televisão, Dança, Rádio, Artes Visuais, Literatura, Teatro, Cinema e Música, e serão entregues no dia 15 de Março numa cerimónia no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, que será emitida em directo na RTP2, lê-se no site daquela entidade.

Na categoria de Melhor Disco competem Menina, de Cristina Branco, Têm os Dias Contados, dos Capitão Fausto, e Lisboa, do Lisboa String Trio, estando os Capitão Fausto também nomeados para Melhor Tema de Música Popular, com Amanhã tou melhor, categoria na qual competem com André Henriques (Linda Martini) e Rui Carvalho (Filho da Mãe) com E às vezes dou por mim, música interpretada por Cristina Branco, e com Héber Marques (HMB) com O amor é assim.

Na área de Cinema, Cinzento e Negro, de Luís Filipe Rocha, conta com cinco nomeações: Melhor Filme, Melhor Argumento, Melhor Actriz (Joana Bárcia e Mónica Calle) e Melhor Actor (Filipe Duarte). Na categoria de Melhor Filme, Cinzento e Negro compete com Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira, e O Ornitólogo, de João Pedro Rodrigues. Na categoria de Melhor Argumento, além de Luís Filipe Rocha (Cinzento e Negro), estão nomeados Hugo Vieira da Silva (Posto Avançado de Progresso) e João Nicolau e Mariana Ricardo (John From).

Pelo prémio de Melhor Actriz competem, além de Joana Bárcia e Mónica Calle, Ana Padrão (Jogo de Damas). Já para o de Melhor Actor estão nomeados, além de Filipe Duarte, Nuno Lopes (Posto Avançado de Progresso) e Miguel Nunes (Cartas da Guerra).

Na área de Teatro, Moçambique, de Jorge Andrade, A Noite de Dona Luciana, de Ricardo Neves-Neves, e O Impromptu de Versalhes, de Miguel Loureiro, competem pelo prémio de Melhor Espectáculo. Na categoria de Melhor Actriz estão nomeadas Rita Cruz (A Noite de Dona Luciana), Joana Brandão (Constelações), e Isabel Munõz Cardoso (Jardim Zoológico de Vidro). Já na de Melhor Actor estão João Perry (O Pai), António Marques (Guernica) e Pedro Almendra (Últimos Dias da Humanidade).

Na Literatura estão nomeados O Meças, de José Rentes de Carvalho, O Rapaz e o Pombo, de Cristina Norton, e Não se pode morar nos olhos de um gato, de Ana Margarida de Carvalho (Melhor Livro de Ficção Narrativa); Bisonte, de Daniel Jonas, Anunciações, de Maria Teresa Horta, Palimpsesto, de Ricardo Gil Soeiro (Melhor Livro de Poesia); De umas coisas nascem outras, de João Pedro Mésseder, Os pais não sabem mas eu explico, da jornalista do PÚBLICO Maria João Lopes, e Sonho com Asas, de Teresa Marques (Melhor Livro Infanto-Juvenil).

Na área das Artes Visuais, pelo prémio de Melhor Exposição de Artes Plásticas competem Os Pirómanos, de Rui Moreira, Corpo a Corpo com a Pintura, de Pedro Chorão, e Os meus Álbuns de Família um a um, de Lourdes de Castro.

Na Dança, para o prémio de Melhor Coreografia, estão nomeados Turbulência, de António Cabrita, Henriett Ventura, São Castro e Xavier Carmo, Jaguar, de Marlene Monteiro Freitas (com Andreas Merk), e Segunda Feira: Atenção à Direita!, de Cláudia Dias.

Na área de Televisão, a RTP tem quatro programas nomeados, a SIC três e a TVI dois. Já os nomeados na categoria Melhor Programa de Rádio dividem-se entre a TSF (Governo Sombra e Fórum TSF) e a Antena 2 (Ronda da Noite).

O júri do Prémio Autores 2017 é composto por Jorge Leitão Ramos, Rui Tendinha e António Loja Neves (Cinema); Pedro Calapez, José de Guimarães e Inácio Ludgero (Artes Visuais); Fernando Alvim, João David Nunes e Paulo Sérgio (Rádio); Cláudia Galhós, Maria José Fazenda e Daniel Tércio (Dança); António Loja Neves, Ana Zanatti e Mário Figueiredo (Televisão); Manuel Frias Martins, Rita Pimenta e Luísa Mellid Franco (Literatura); Miguel Ângelo, Mafalda Arnauth e Rui Filipe (Música); e Helena Simões, Eugénia Vasques e Rui Monteiro (Teatro). 

Sugerir correcção