Como os fotógrafos da Reuters captaram o mundo em 2023

Um olhar sobre 2023 a partir das lentes dos fotojornalistas da Reuters.

Fotogaleria

O mundo entrou em 2023 a despedir-se do anterior representante máximo da Igreja Católica, com o funeral do Papa Bento XVI. Pelo meio, a invasão na Praça dos Três Poderes, em Brasília, depois de os apoiantes de Bolsonaro o terem visto perder as eleições. O terramoto que abalou o Sul da Turquia e a Síria, provocando mais de 20 mil vítimas. Milhares de migrantes tentaram atravessar a fronteira entre os EUA e o México. Outros não sobreviveram depois do naufrágio ao largo de Itália, num ano que foi também marcado pelas políticas anti-imigração do Governo italiano.

Entre as hostilidades, o mundo também parou para contemplar ou viver da arte, com a cerimónia de entrega dos Óscares, em Los Angeles, nos EUA. Os protestos em França ou o retrato dos fenómenos das alterações climáticas, ora com as chuvas, ora com a seca. A coroação do rei Carlos III, depois de Inglaterra se ter despedido de Isabel II, após 70 anos de reinado. O momento em que Donald Trump se entrega às autoridades. Um novo tremer da terra, desta vez em Marrocos.

Por fim, são muitas as fotografias para espelhar os conflitos que caminharam lado a lado com o quotidiano: o de uma guerra que ainda não teve fim e o escalar de um novo conflito – o israelo-palestiniano.

Corpo do Papa Bento XVI, na Basília de São Pedro (Vaticano, 2 de Janeiro)
Corpo do Papa Bento XVI, na Basília de São Pedro (Vaticano, 2 de Janeiro) Kai Pfaffenbach/Reuters
Polícia de choque em confronto com manifestantes após a prisão do governador de Santa Cruz e líder da oposição de direita, Luis Fernando Camacho, por causa de um suposto golpe de Estado em 2019 (Bolívia, 2 de Janeiro)
Polícia de choque em confronto com manifestantes após a prisão do governador de Santa Cruz e líder da oposição de direita, Luis Fernando Camacho, por causa de um suposto golpe de Estado em 2019 (Bolívia, 2 de Janeiro) AGUSTIN MARCARIAN/Reuters
Uma bandeira brasileira vista através dos vidros partidos do Supremo Tribunal Federal, após a invasão de 8 de Janeiro na Praça dos Três Poderes (Brasília, 10 de Janeiro)
Uma bandeira brasileira vista através dos vidros partidos do Supremo Tribunal Federal, após a invasão de 8 de Janeiro na Praça dos Três Poderes (Brasília, 10 de Janeiro) Ricardo Moraes/Reuters
A pequena Anastasia, de quatro anos, ao lado de uma obra de arte do famoso artista de rua Tvboy no centro de Bucha, nos arredores de Kiev (Bucha, 29 de Janeiro)
A pequena Anastasia, de quatro anos, ao lado de uma obra de arte do famoso artista de rua Tvboy no centro de Bucha, nos arredores de Kiev (Bucha, 29 de Janeiro) Valentyn Ogirenko/Reuters
Um avô abraça a sua neta Arina, de 6 anos, enquanto se despede antes de sair da cidade de Bakhmut, na região de Donetsk, Ucrânia (Bakhmut, 31 de Janeiro)
Um avô abraça a sua neta Arina, de 6 anos, enquanto se despede antes de sair da cidade de Bakhmut, na região de Donetsk, Ucrânia (Bakhmut, 31 de Janeiro) Oleksandr Ratushniak/Reuters
Valentyna (mãe) e Liudmyla (irmã) ao lado de um caixão com o corpo do decatleta e militar ucraniano Volodymyr Androshchuk, que foi morto numa batalha contra tropas russas perto da cidade de Bakhmut (Letychiv, 1 de Fevereiro)