Pessoas obesas percepcionam o sabor doce com mais intensidade

Estudo liderado pelo Centro Champalimaud, em Lisboa, investigou como pessoas com e sem obesidade sentiam o sabor doce em termos de intensidade e agradabilidade.

Foto
Estudo incluiu mais de 400 participantes com e sem obesidade Darek Delmanowicz/Reuters

Será que as pessoas com obesidade sentem o sabor doce de forma diferente das pessoas sem obesidade? Esta foi uma pergunta feita por um grupo de cientistas portugueses liderado por Albino Oliveira Maia, director da Unidade de Neuropsiquiatria do Centro Champalimaud (em Lisboa). Após um estudo com mais de 400 pessoas, a resposta surge publicada num artigo científico na revista Frontiers in Nutrition: as pessoas com obesidade classificavam o sabor doce de forma mais intensa do que as pessoas saudáveis. Estes resultados podem vir a ser o ponto de partida para novos estudos e já a pensar no tratamento da obesidade.

Sugerir correcção
Comentar