Novo juiz do processo BES deve ficar temporariamente impedido de despachar o caso

Em causa estão os efeitos de uma providência cautelar apresentada no Supremo Tribunal de Justiça que contesta o afastamento de Ivo Rosa como Juiz 2 do Tribunal Central de Instrução Criminal e a colocação de um colega auxiliar “sem habilitações legais para o cargo”.

Foto
Defesa de dois arguidos do BES quer que Ivo Rosa volte a ser o juiz de instrução do caso EPA/MARIO CRUZ / POOL

O novo juiz de instrução do processo-crime ao colapso do universo Espírito Santo deverá ficar temporariamente impedido de despachar o caso, na sequência de uma providência cautelar apresentada nesta quarta-feira no Supremo Tribunal de Justiça.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários