Dois Marcelos a caminho de Viseu

A cisão nunca foi tão visível como na conversa com Anabela Neves: há o actor e o crítico; o político e o comentador; o Presidente encarnado e o analista ressuscitado. Ele foi Marcelo e meta-Marcelo.

No intervalo de um mês, Marcelo Rebelo de Sousa deu duas das mais relevantes entrevistas da sua vida. A primeira foi a Francisco Pinto Balsemão, para o podcast do Expresso Deixar o Mundo Melhor. Nela, para além de falar abertamente da fé e de um providencialismo que acompanha o seu percurso presidencial, confessa-se um empedernido solitário: “Eu era e sou um solitário. E a minha vida em Belém é cada vez mais assim, até para me defender.” Como os grandes artistas, permanece profundamente só no meio da multidão.

Sugerir correcção
Ler 29 comentários