Parceiros sociais alertam para riscos de IEFP ficar fragilizado com polémica da presidente

CGTP, UGT e CCP pedem que dúvidas sobre atribuição de subsídio de desemprego à actual presidente do IEFP sejam esclarecidas “rapidamente”, para que o instituto possa cumprir a sua missão.

Foto
Centrais sindicais transmitiram à ministra Ana Mendes Godinho a sua preocupação com o IEFP Nuno Ferreira Santos

As duas centrais sindicais e a Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) estão preocupadas com o ambiente de dúvida que envolve o processo de atribuição de subsídio de desemprego à actual presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e com os impactos que isso poderá ter na imagem e na actividade do organismo.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários