Após mais um tiroteio, nos subúrbios de Chicago, “não há lugares seguros” nos EUA

Seis pessoas morreram e dezenas ficaram feridas após um ataque com uma arma de fogo durante as comemorações do Dia da Independência em Highland Park. Suspeito foi detido.

Foto
Comemorações do Dia da Independência transformaram-se em tragédia Reuters/MAX HERMAN

Ao início, Gabriela Martinez-Vicencio pensou que o “pum, pum, pum” era o barulho do fogo-de-artifício. Ela e a filha, de nove anos, estavam de pé numa rua do centro da cidade de um subúrbio frondoso de Chicago, na segunda-feira, assistindo a um desfile do 4 de Julho, quando ouviram aquele som. Virando-se para o lado, Gabriela, de 33 anos, viu o impensável: um atirador, no telhado, a disparar contra a multidão.

Sugerir correcção
Ler 7 comentários