A árdua missão de Luís Montenegro

Dizer que o Governo acusa sintomas de uma decadência precoce, criticar os seus erros ou omissões não basta, mesmo que as críticas sejam judiciosas e responsáveis. O PSD tem de ter respostas para os problemas do país.

Todos os líderes políticos de partidos democráticos, com excepção de José Sócrates, merecem uma homenagem, por breve que seja, pelo serviço que prestaram, ou tentaram prestar, ao país. Rui Rio merece-a seguramente. Muitas vezes o criticámos por revelar instintos iliberais, por ser incapaz de construir uma oposição eficaz ou de criar uma alternativa, por se deixar tocar pelo Chega, por ser autoritário ou intolerante dentro e fora do partido, entre outros defeitos que exibiu ao longo de cinco anos. Mas é seguro que, apesar dos seus defeitos, tentou dar o seu contributo ao seu partido e ao país com bons propósitos.

Sugerir correcção
Ler 13 comentários