Patrão de media Rupert Murdoch e supermodelo Jerry Hall vão divorciar-se

É o fim do quarto e mais curto casamento do magnata de 91 anos. Rupert Murdoch e Jerry Hall estavam casados desde 2016.

Foto
A dupla foi objecto de um enorme fascínio mediático Reuters/DANNY MOLOSHOK

Rupert Murdoch, o magnata de 91 anosque controla a Fox News, o Wall Street Journal e o tablóide britânico The Sun entre uma série de outros títulos, e a antiga actriz e supermodelo Jerry Hall, de 65 anos, estão a divorciar-se após seis anos de casamento, de acordo com duas pessoas familiarizadas com o processo. Isto assinala o fim do quarto, e mais curto, casamento de Murdoch.

O par casou-se em Março de 2016, quando Murdoch tinha 85 anos e Hall 59, numa cerimónia em Londres que reuniu os filhos de ambos: os quatro de Jerry Hall, cujo pai é Mick Jagger, e os seis de Murdoch, entre os quais está o actual CEO da Fox Corporation.

A notícia da separação foi avançada pelo New York Times. O porta-voz de Murdoch recusou-se a comentar e o porta-voz de Hall não respondeu ao contacto do The Washington Post.

Como representantes de mundos de celebridades extremamente díspares, a dupla foi objecto de um enorme fascínio mediático. Pouco depois das suas núpcias, o Daily Mail declarou “o casal não conseguia parar de sorrir” numa gala em Nova Iorque. Anos mais tarde, o mesmo jornal publicou fotos de paparazzi de uma “refeição romântica” em Londres.

Mas o casamento de Murdoch com Hall conseguiu evitar a maior parte do interesse dos tablóides, que crepitava durante a sua união anterior com Wendi Deng. Deng, uma antiga funcionária da News Corp que conheceu Murdoch num evento da empresa, tornou-se famosa por ter agredido um manifestante que atirou uma torta de espuma ao marido durante uma audiência parlamentar. E foi durante esse casamento, que durou de 1999 a 2014, que Murdoch rompeu os termos da fundação que controla o império mediático da sua família, para dar espaço às suas duas filhas com Deng. Por volta da mesma altura, Lachlan Murdoch, o filho mais velho do multimilionário e depois o seu herdeiro, deixou os negócios da família e regressou à Austrália; depois disso, voltou como um elemento-chave do império Murdoch.

Em 1999, Murdoch divorciou-se da sua segunda mulher, Anna, uma ex-jornalista, após 32 anos de casamento e três filhos. E teve um filho com a sua primeira mulher, Patricia Booker, com quem foi casado de 1956 a 1967.

Embora seja pouco provável que o divórcio de Hall afecte a herança, as pessoas próximas de Murdoch estão atentas à forma como isso pode influenciar a sua atenção aos negócios e especula-se que o magnata poderá revelar vontade de se dedicar mais aos negócios das duas empresas que a família controla.

Embora Murdoch tenha vendido, em 2019, a maior parte do seu império à Disney, num negócio de 71,3 mil milhões de dólares (67.830 milhões de euros), continua a estar presente, tanto na comunicação social como na política, através dos seus órgãos de comunicação social. Foi um conselheiro não oficial frequente do ex-Presidente Donald Trump, embora se tenha distanciado do milionário durante a campanha para as eleições de 2020. E a relação dos dois homens sofreu ainda mais depois de a Fox News ter projectado que Trump tinha perdido o Arizona, ainda antes dos outros meios de comunicação.

O casal à chegada à igreja, no sábado REUTERS/Peter Nicholls
As filhas de Jerry Hall e Mick Jagger foram as damas-de-honor da mãe REUTERS/Neil Hall
Os noivos na sexta-feira, quando casaram pelo civil REUTERS/Neil Hall
Elisabeth Murdoch, uma das filhas do multimilionário REUTERS/Neil Hall
O australiano ladeado pelos filhos Lachlan (esquerda) e James (direita) AFP / Leon NEAL
Jade Jagger à chegada REUTERS/Neil Hall
O compositor Andrew Lloyd Weber e a mulher AFP / JUSTIN TALLIS
O actor Michael Caine e a mulher AFP / Leon NEAL
A directora-executiva do News UK Rebekah Brooks envolvida num escândalo de escutas AFP / Leon NEAL
Fotogaleria
Life&Style

Jerry Hall, natural do Texas, foi uma das modelos de topo dos anos 70 do século passado, antes de tentar uma carreira de actriz na década seguinte e se ter tornado parte de um dos casais jet set mais glamorosos da época. Contudo, a sua relação de duas décadas com Jagger terminou em 1999 quando Hall pediu o divórcio. Então, um tribunal britânico viria a concordar com o argumento de Jagger de que o seu casamento de 1990 em Bali nunca tinha constituído uma cerimónia juridicamente vinculativa. Enquanto os tablóides especulavam que Hall recebeu apenas uma pequena fracção da fortuna de Jagger na altura da anulação do matrimónio, os advogados divulgaram uma declaração conjunta dizendo que “foi alcançado um acordo jurídico e financeiro mutuamente aceitável”.


Exclusivo PÚBLICO/The Washington Post
Tradução: Carla B. Ribeiro

Sugerir correcção
Comentar