Biden envia mais armas para a Ucrânia mas tenta tranquilizar os russos

Americanos dizem ter “garantias” de que a Ucrânia não vai usar armas contra território russo e Presidente escreve que só em caso de ataque directo aos Estados Unidos ou aliados é que haverá militares no terreno.

Foto
Coluna de tanques russos em Mariupol: para além dos sistemas de lançamento de rockets, o novo pacote de ajuda dos EUA inclui também armas antitanque Reuters/CHINGIS KONDAROV

Sugerir correcção
Ler 12 comentários