“Ainda não é provável que Le Pen ganhe, mas é mais provável do que em 2017”

Embora tenha deixado desiludidos muitos eleitores de esquerda, Macron vai ter de se aproximar deles para ter a vitória nas presidenciais, diz Tara Varma. A paisagem política francesa está a sofrer uma mudança completa, que vai ter reflexos nas eleições legislativas de Junho.

Foto
O discurso de Marine Le Pen tem apelos também para os eleitores que votaram à esquerda Reuters/PASCAL ROSSIGNOL

As próximas duas semanas de campanha para as presidenciais em França, agora que a corrida se reduziu a Emmanuel Macron (27,84%) e a Marine Le Pen (23,15%), vão ser muito duras, avisa Tara Varma, a responsável pelo gabinete de Paris do Conselho Europeu de Relações Internacionais (ECFR, na sigla em inglês pela qual é conhecido). “Eles vão ter de compensar pela falta de campanha que tem havido até agora”, explica.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários