Um IndieLisboa “super natural” com a maior competição portuguesa de sempre

Jorge Jácome dá o mote para um concurso português que inclui Rita Azevedo Gomes, Manuel Mozos, Paulo Carneiro ou Susana de Sousa Dias, mais Pedro Neves Marques e Pedro Cabeleira nas curtas.

filmes,cultura,cinema,culturaipsilon,festival-berlim,indielisboa,
Fotogaleria
"Águas de Pastaza" (Oublaum) de Inês T. Alves dr
filmes,cultura,cinema,culturaipsilon,festival-berlim,indielisboa,
Fotogaleria
"O Trio em Mi Bemol" (Basilisco) de Rita Azevedo Gomes dr
filmes,cultura,cinema,culturaipsilon,festival-berlim,indielisboa,
Fotogaleria
"Mato Seco em Chamas" (Cinco da Norte/Terratreme) de Joana Pimenta e Adirley Queirós dr
filmes,cultura,cinema,culturaipsilon,festival-berlim,indielisboa,
Fotogaleria
"Super Natural" (Ukbar Filmes) de Jorge Jácome dr

Em 18 anos de existência de IndieLisboa, a edição 2022, a correr entre 28 de Abril e 8 de Maio, marca a primeira vez que a Competição Nacional do festival – esta terça-feira anunciada merece, verdadeiramente, tal epíteto: nove longas-metragens nove, de origens muito diferentes, de cineastas veteranos e jovens. Apenas uma é absolutamente inédita – Atrás Dessas Paredes (produção Rosa Filmes), de Manuel Mozos – mas as restantes oito, em estreia nacional, deram já início a um bom percurso internacional.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários