Influenciar para a sustentabilidade: “Mais do que tendência, é uma questão de sobrevivência”

Catarina Barreiros e Joana Tadeu Guerra falam sobre sustentabilidade nas redes sociais, onde, além de educarem para o tema, também fazem publicidade a produtos mais ecológicos. As especialistas definem esta temática como uma das grandes tendências do marketing.

RG Rui Gaudêncio - 24 Fevereiro 2022 - Catarina Barreiros, influencer de sustentabilidade. Lisboa. Público �
Fotogaleria
Catarina Barreiros no armazém da loja Do Zero, em Lisboa Rui Gaudêncio
RG Rui Gaudêncio - 24 Fevereiro 2022 - Joana Tadeu Guerra, influencer de sustentabilidade. Lisboa. Público �
Fotogaleria
Joana Tadeu Guerra intitula-se de Ambientalista Imperfeita Rui Gaudêncio

Catarina Barreiros é seguida, no Instagram, por mais de 83 mil pessoas e Joana Guerra Tadeu ultrapassa os 23 mil seguidores — ambas são aquilo a que se chama influencers de sustentabilidade ou activistas, como prefere ser chamada a última. Alertam para as alterações climáticas e para a urgência de um estilo de vida sustentável, ao mesmo tempo que fazem publicidade a marcas mais amigas do ambiente. São a resposta ao que as especialistas confirmam ser uma das principais tendências do marketing. E, apesar de esta ser a profissão de ambas, o propósito maior continua a ser a educação, garantem ao PÚBLICO​.

Sugerir correcção
Comentar