Professora condenada por violação de segredo no caso do exame de Português

Edviges Ferreira disse a explicanda que matérias iam sair na prova, concluiu tribunal na repetição do julgamento da docente. Juíza decidiu baseada na lógica e na sua convicção, uma vez que não existem provas do cometimento do crime.

Foto
A professora Edviges Ferreira à chegada ao Campus da Justiça Rui Gaudêncio

A professora de Português suspeita de ter avisado uma aluna da matéria que ia sair no exame nacional de Português, Edviges Ferreira, foi condenada por violação de segredo por funcionáriofica em liberdade, mas tem de pagar uma multa de 1170 euros. Foi absolvida da acusação de abuso de poder.

Sugerir correcção
Ler 48 comentários