Catarina Martins avisa que, sem maioria absoluta, “plano B” do PS é “um bloco central”

No Encontro Nacional deste sábado, os bloquistas reiteraram quatro compromissos com vista às legislativas antecipadas e aprovaram novas propostas como a criação de um Serviço Nacional de Cuidados.

Foto
A líder do BE voltou a avisar que o PS tem como objectivo principal obter uma maioria absoluta nas próximas legislativas LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

A coordenadora do Bloco de Esquerda não tem dúvidas de que o “plano A do PS” relativamente às eleições de 30 de Janeiro passa por conquistar uma “maioria absoluta” e acredita que, falhado esse objectivo, o “plano B” dos socialistas “parece ser um bloco central, formal ou informal”, com o PSD, seja ele liderado por Rui Rio ou Paulo Rangel, que este sábado disputam a cadeira do líder dos sociais-democratas. 

Sugerir correcção
Ler 7 comentários