Empresas da Zona Franca da Madeira beneficiaram de mil milhões em ajudas ilegais

Benefícios de IRC concedidos de forma irregular abrangem 300 empresas. Sociedades terão de repor incentivos. Primeiras notificações seguem para as empresas que já fecharam. Fisco vai “até ao fim” para recuperar os auxílios, garante o Governo.

Foto
Miguel Feraso Cabral

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) prepara-se para exigir a 300 empresas da Zona Franca da Madeira (ZFM) que reponham nos cofres públicos cerca de mil milhões de euros de benefícios fiscais ilegais, concedidos desde 2007 de uma forma contrária às regras do mercado interno.