72 cadernos, 13 mil dias, 9,3 milhões de caracteres: os diários de Salazar já estão todos num ebook

Uma arquivista paciente e obstinada passou nove anos a transcrever os cadernos onde Salazar anotou o seu dia-a-dia durante 35 anos. A publicação em ebook é uma festa para os investigadores. São os Diários de Salazar.

porto-editora,salazar,historia,entrevista,culturaipsilon,livros,
Fotogaleria
porto-editora,salazar,historia,entrevista,culturaipsilon,livros,
Fotogaleria
porto-editora,salazar,historia,entrevista,culturaipsilon,livros,
Fotogaleria
porto-editora,salazar,historia,entrevista,culturaipsilon,livros,
Fotogaleria

Primeiro, Madalena Garcia não conseguia ler quase nada. A jovem arquivista olhava para a letra de António de Oliveira Salazar e lia uma ou outra palavra, mas não frases inteiras, muito menos um papel inteiro com fluidez.