Matérias-primas que contribuam para a desflorestação deixam de entrar no mercado europeu

Comissão Europeia aprovou proposta para travar a importação de soja, carne, madeira, óleo de palma, café e cacau produzidos em territórios florestais. Produtos derivados, como couro, mobiliário e chocolate também estão na lista das restrições.

Foto
Frans Timmermans e Virginijus Sinkevicius hoje em Bruxelas EPA/OLIVIER HOSLET

A União Europeia (UE) vai restringir a importação de matérias-primas provenientes de países terceiros cuja produção contribua para a desflorestação e a degradação de habitats naturais. Para já, Bruxelas vai agir para travar a entrada no mercado europeu de soja, carne, madeira, óleo de palma, café e cacau com origem em territórios florestais, e ainda produtos derivados como couro, mobiliário e chocolate.

Sugerir correcção
Ler 41 comentários