Com os novos debates, Costa falou menos 30% do tempo, Rio menos um quinto

Rui Rio tem sido criticado por não fazer escrutínio suficiente à actividade do Governo nem confrontar António Costa.

Foto
Com o fim dos debates quinzenais, o primeiro-ministro falou menos 30% do tempo EPA/ANTONIO COTRIM

Se a intenção era o PSD escrutinar mais o primeiro-ministro, Rui Rio não o terá conseguido, pelo menos no tempo que obteve de respostas de António Costa. Com a mudança dos debates quinzenais para os debates sobre política geral com o primeiro-ministro que agora acontecem a cada dois meses no Parlamento, na passada sessão legislativa o líder do PSD interpelou António Costa durante menos quase um quinto do tempo, ao passo que o chefe do Governo ocupou menos 30% do tempo para lhe responder.