Moradores do Bairro Alto desesperam: “A Lisboa nocturna nunca foi pensada”

Como “não houve planificação” no regresso à diversão nocturna e a câmara age com “o clássico ‘logo se vê’”, investigador diz que as tensões entre moradores e noctívagos “eram expectáveis”. Jordi Nofre defende que é urgente haver “uma mesa de diálogo” entre todas as partes.

Foto
Investigador Jordi Nofre acusa autoridades de não terem preparado o desconfinamento da vida nocturna Nuno Ferreira Santos

Há muito tempo que Teresa Ferreira de Almeida não ia a Albufeira e o que viu por lá deixou-a “chocada”. Dois anos depois dessa visita, olha para o seu Bairro Alto e garante que há cada vez mais parecenças. As cenas que se habituou a ver no centro da cidade algarvia, com centenas de pessoas a divertirem-se durante toda a noite à porta de bares que mal se distinguem uns dos outros, tornaram-se costumeiras em frente à sua casa.