Chega recusa acordos com PS e CDU e só os faz com o PSD impondo um plano sobre ciganos

André Ventura ameaça expulsar do partido os eleitos que façam acordos ou viabilizem medidas de outros partidos sem a autorização da direcção nacional.

Foto
André Ventura ameaça rebeldes que não respeitem estratégia autárquica do Chega com expulsão do partido LUSA/TIAGO PETINGA

O Chega não irá apoiar quaisquer executivos do PS ou da CDU nas autarquias em que o partido possa ser fundamental para ajudar um deles a governar com estabilidade e impõe como condição para viabilizar a governação de câmaras e de juntas de freguesia do PSD um conjunto de condições semelhantes às que foram usadas no governo dos Açores, com um acrescento: um plano municipal sobre ciganos. 

Sugerir correcção
Ler 33 comentários