Segurança Social paga menos do que devia a quase metade das famílias de acolhimento

Instituto de Segurança Social justifica-se com revisão do acordo de cooperação com entidade de enquadramento, a Mundos de Vida

menores-risco,jovens,criancas,seguranca-social,familias,sociedade,
Fotogaleria
Paulo Pimenta
menores-risco,jovens,criancas,seguranca-social,familias,sociedade,
Fotogaleria
Paulo Pimenta
menores-risco,jovens,criancas,seguranca-social,familias,sociedade,
Fotogaleria
Paulo Pimenta
menores-risco,jovens,criancas,seguranca-social,familias,sociedade,
Fotogaleria
Paulo Pimenta

Um sentimento de injustiça vai-se instalado entre as famílias de acolhimento como a de Nadine Santos. O Instituto de Segurança Social (ISS) ainda não subiu o apoio pecuniário de 330 euros para 526 ou 605, conforme a idade, como está previsto na lei desde Dezembro de 2019.